IMG-20190707-WA0007

Adesão em massa marca a primeira semana de reabertura do Plano de Saúde Unimed/Assomal

Mais de 50 sócios titulares compareceram à Associação dos Oficiais Militares de Alagoas – Assomal, na primeira semana de julho, e aderiram ao Plano de Saúde Unimed. O diferencial da reabertura do grupo Assomal é ter valores abaixo do mercado. As novas adesões só podem ser feitas na Assomal, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17 horas. A garantia de isenção total de carência é válida para contratos assinados até o dia 26/07/2019.

O ingresso ao Plano de Saúde Unimed/Assomal é exclusivo aos sócios titulares da entidade e seus dependentes: Cônjuge ou companheira(o) que comprove união estável; Filho, enteado (desde que o pai ou mãe também pertença ao plano) e neto solteiros até 30 (trinta) anos de idade incompletos; Filho inválido solteiro, condição comprovada mediante declaração de médico Especialista e Menor sob guarda por força de decisão judicial e menor tutelado.

A adesão ao Plano de Saúde só pode ser realizada pelo sócio titular da Assomal. Sendo necessária a seguinte documentação (original e cópia): Do Titular – CPF; RG ou CNH; Comprovante de vínculo com a entidade e Comprovante de residência emitido há menos de 90 dias. Já dos Dependentes: Nº do CPF, RG ou CNH e Certidão de casamento ou declaração pública de união estável expedida por cartório.

A reabertura do Plano de Saúde Unimed/Assomal segue o planejamento da atual gestão em proporcionar aos seus associados estratégias para dinamizar a aplicação de seus rendimentos em função de uma melhor qualidade de vida de sua família.

*Serviço*

Adesão ao Plano de Saúde Unimed/Assomal SEM CARÊNCIA

Data: 1° a 26 de julho de 2019

Horário: 8h às 17 horas – sem intervalo de almoço

Local: Salão Estrela Radiosa na Assomal – bairro Trapiche da Barra em Maceió/AL

Divulgue em sua rede social
_MG_8508.JPG

Em defesa do associado: Assomal vai cobrar na justiça a reposição inflacionária do ano de 2019

A Associação dos Oficiais Militares de Alagoas – Assomal vai ingressar com ação judicial para cobrar a reposição inflacionária, na ordem de 3.75%, nos subsídios de seus associados no ano de 2019. Por unanimidade, foi decidido na assembleia geral realizada na última quarta-feira (19), que a cobrança será feita através da justiça, já que o governo de Alagoas não respeitou a obrigatoriedade do cumprimento da data base para a referida revisão geral anual.

Segundo o presidente da Assomal, coronel J.Cláudio Nascimento, o reajuste geral anual da categoria está garantido no Art. 37, X da Constituição Federal e na lei específica que trata dos subsídios dos militares de Alagoas. Além disto, foi acordado entre a categoria e o governo estadual – ainda no ano de 2018, o cumprimento da reposição inflacionária e de outras demandas que, publicamente em eventos oficiais, o governador Renan Filho garantiu efetivar, mas segue em passos lentos com tal compromisso.

“Aguardamos o prazo legal para anúncio da revisão geral anual e nada foi feito, o próximo passo é contar com o apoio do judiciário alagoano para o cumprimento de lei específica da categoria por parte do governador Renan Filho. Diferente do servidor público estadual, os militares estaduais tem como data base o mês de maio para revisão geral anual dos seus subsídios e até o mês de setembro para implantação da reposição inflacionária. Face a leniência do governo e de sua equipe em anunciar a reposição na data legal, acionaremos a justiça”, esclarece J.Cláudio.

Outras demandas já foram conquistadas com o apoio do poder judiciário de Alagoas, a exemplo da manutenção da promoção por tempo de serviço, favorecendo centenas de associados e o fortalecimento da categoria. Seguiremos vigilantes na defesa nossas prerrogativas!

Divulgue em sua rede social