Na tarde dessa sexta-feira (13) representantes das associações Militares de Alagoas se reuniram com o governo do Estado, para as negociações do reajuste salarial.

A proposta inicial por parte do governo foi de 6% dividido em 3 vezes, a qual não houve negociação por parte das entidades. Esta proposta está aquém do reajuste correto para os Militares, após horas de negociação, o Governo apresentou uma sugestão a qual será passada para a tropa em assembleia.

Ficou definido que, na próximo terça -feira (17) acontecerá uma Assembleia Geral na sede da Assomal, às 14hs, para que os militares, juntos, analisem e deliberem a proposta, saindo desta assembleia com um acordo que será exposto ao Governo.

Sendo assim, a mobilização continua, assim como a paralisação da FORÇA TAREFA e da RONDA NO BAIRRO. A tropa continuará unida e forte. As demais ações do cronograma estarão suspensas até a próxima terça-feira (17). Após a assembleia, caso seja necessário o cronograma será retomado e medidas extremas serão adotadas pela tropa.
A intenção dos Militares é resolver tudo da melhor forma para todos. Segundo o coronel J. Cláudio, presidente da Assomal, “ não temos a intenção de prejudicar a população de forma alguma, mas estamos lutando por nossos direitos e o governador precisa entender isso” o presidente da Assomal diz ainda que, “somos todos tropa e juntos somos mais fortes sim, dessa luta, só queremos o que é nosso de direito. Melhoramos os indicadores de violência do Estado e tá mais do que na hora do governador Renan Filho reconhecer isso.” Afirma O Coronel.

“É de extrema importância a presença de todos os Militares na Assembleia Geral, o que for definido pela tropa nesta próxima assembleia, é o que iremos apresentar para o governo. Contamos com a presença de todos vocês Militares Estaduais que diariamente arriscam suas vidas nas ruas sem um salário digno.” Finaliza o coronel J. Cláudio presidente da Assomal.

Divulgue em sua rede social