Projeto de Lei que altera o estatuto do militar estadual alagoano foi retirado de pauta na tarde desta quarta-feira (28).

O Projeto de Lei que altera o estatuto do militar estadual alagoano foi retirado de pauta na tarde desta quarta-feira (28).

Apesar de ter entrado em entendimento com os representantes das categorias e comandantes gerais das Corporações, sobre os pontos divergentes na emenda, exceto o tempo máximo de permanência na ativa que para os representantes seria aos 62 anos para homem e 57 anos para mulher e para o autor da emenda, 65 anos para homem e 60 anos para mulher, o deputado Francisco Tenório, autor da mesma, resolveu voltar atrás e apresentou nova defesa.

Extinguiu a reserva Ex-oficio dos 30 anos de serviço e 05 anos no posto de Coronel, constante no § 3º do inciso VIII, do Art. 51, do EPMAL.

Estendeu a idade máxima de permanência no serviço para 63 anos em ambos os sexos, além de ter aumentado a idade de ingresso nas corporação de 18 à 30 para 18 à 35 anos para praças e cadetes.

Como não houve entendimento entre as partes, os demais deputados da Casa Tavares Bastos pediram a retirada de pauta do projeto, a fim de melhor discutí-lo.

O presidente da Assomal tenente coronel J. Cláudio agradece a todos que apoiaram a causa. “Somos gratos a todos os representantes de classe, os comandantes das corporações, o secretário de segurança pública coronel Lima Junior, o vereador cabo Siderlane, o Tenente Coronel Liziário, o Major R. Lima e, em especial aos Exmº. Senhores Deputados, nas pessoas dos Deputados Luiz Dantas, Ricardo Nezinho, Antônio Albuquerque, Dudu Holanda, Tarciso Freire, Galba Novaes, e Bruno Toledo.” Agradece o presidente.

Divulgue em sua rede social