WhatsApp Image 2017-05-18 at 17.45.07

Governo não define data nem prazo para anuncio do IPCA e medidas são tomadas pelas Associações Militares

Na manhã desta quinta-feira (18) as associações militares (ASSOMAL, ASSMAL, ACS/AL, ASPRA, ASSORPOBOM, ABMAL, ARPMAL e UPM), reuniram-se com os comandos das corporações e secretários chefe dos gabinetes civil e militar do governo para discutir a reposição salarial das categorias.
Na ocasião o secretário chefe do Gabinete Civil Fábio Farias defendeu a política econômica do governo Renan Filho e ressaltou que tudo que foi veiculado nos meios de comunicação sobre reposição salarial, inclusive valores e formas de parcelamento, não passou de especulação midiática. Farias disse ainda que nada disso foi dito pela equipe do governo.

Segundo o secretário, o governo ainda não tem um posicionamento sobre o reajuste, nem prazo para anunciar o percentual de reposição, pediu paciência para que o governo se pronuncie.

Diante desse posicionamento, as associações discutiram nesta tarde em assembléia geral alguns pontos.
Estiveram presentes mais de 250 militares e por unanimidade foi acordado às seguintes deliberações: A partir desta data e, até que o governo cumpra com a sua responsabilidade de garantir aos militares o Direito de ter seus subsídios revisados e reparados anualmente, conforme determina a Constituição Federal do Brasil, fica orientado a todos os militares a não se inscreverem no Serviço Voluntário Remunerado (Força Tarefa); As associações ingressarão com ações coletivas na justiça cobrando as reposições salariais das categorias; Serão feitas campanhas publicitárias através dos meios de comunicação desconstruindo o pseudo discurso de valorização do profissional militar por parte do Governo.

“Essas medidas iniciam efetivamente a nossa luta para garantir o direito dos militares estaduais. Nosso discurso é institucional e não político partidário. Peço o engajamentos de todos os militares, pois o IPCA é um direito nosso, a caminhada não é fácil mas juntos conseguiremos alcançar nosso objetivo.” Afirma o presidente da Assomal Tenente Coronel J. Cláudio.

Divulgue em sua rede social
VideoIPCA

URGENTE – CONVOCAÇÃO DE ASSEMBLÉIA GERAL

Senhores!

Depois de 06 meses de negociação com o governo de Alagoas, na busca da nossa reposição salarial, sem sucesso, decidimos em reunião com as demais Associações Militares convocar os nossos associados para uma Assembléia Geral, no dia 18 de maio de 2017, às 14 horas, no clube dos Oficiais, para explanarmos todas as nossas tentativas frustradas para evitarmos esse dia e as ações a serem deliberadas doravante.

Assim sendo, reforço: a iniciativa é nossa, mas a vitória dependerá do empenho e comprometimento de todos os Policiais militares de Alagoas.

Compareça a Assembléia!

Divulgue em sua rede social
WhatsApp Image 2017-05-11 at 18.17.32

Associações Militares do Estado se reúnem para discutir o silêncio do Governo sobre reajuste salarial

Em virtude do descumprimento dos prazos estabelecidos pelo Governo do Estado, que até a presente data não deu posição do reajuste salarial. As associações militares do Estado de Alagoas ASSOMAL, ASSMAL, ACSPMCBMAL, ASPRA, UPMAL, ASSORPOBOM, ABMAL, ARPMAL, estiveram reunidas na sede da Associação dos Oficiais Militares, na tarde desta quinta-feira (11) para convocar uma ASSEMBLEIA GERAL. A realizar-se no Clube dos Oficiais (ASSOMAL) em 18 de maio, às 14h com a Pauta: IPCA.

Em reunião no dia 07 de março do presente ano na Secretaria de Planejamento Gestão e Patrimônio- SEPLAG, onde estiveram presentes: o Secretário de Planejamento Gestão e Patrimônio Fabrício Marques Santos representando o Governo Estadual; Cel PM Lima Júnior Secretário de Segurança Pública do Estado; Cel PM Wilson da Silva Sub comandante Geral da PMAL; Cel BM Paulo Marques Sub comandante do Corpo de Bombeiros e representantes das associações militares do estado, ficou decidido que o prazo máximo estabelecido para o anúncio do reajuste, pelo Secretario Fabrício Marques seria até 10 de maio, o que não aconteceu.

Desde novembro de 2016 as associações militares vêm tentando pacientemente uma resposta do Governo Estadual referente às reposições salariais dos anos de 2015 de 10,67% e 2016 de 6,29%, totalizando em 17,63% para as categorias militares.

Divulgue em sua rede social
WhatsApp Image 2017-05-10 at 10.53.34

Prazo acordado para anúncio do IPCA aos militares encerra hoje (10)

Hoje quarta-feira (10) foi a data limite estabelecida pelo secretário Fabrício Marques Santos da Secretaria de Estado do Planejamento, Gestão e Patrimônio- SEPLAG para o anuncio do reajuste salarial dos servidores públicos.

Nós, Militares Estaduais, aguardamos ansiosos pelo anúncio do governador, sobretudo porque temos compromisso com a sociedade e nos preocupamos com segurança pública do nosso Estado.

Vale dizer que desde novembro do ano passado, nós da ASSOMAL e as associações militares (ASSMAL, ACS/AL, ASSORPOBOM, ARESMAL, ABMAL e UPMAL) estamos dialogando com o governo para não passar mais uma data base em branco.

Não podemos ficar sem um direito que nos assiste e não podemos perder a motivação da nossa tropa no enfrentamento diário à criminalidade, porque se perdermos a motivação, infelizmente, a sociedade alagoana sentirá a nossa ausência de forma bem evidente.

Somos pais de família, mães, filhos e como tal temos nossas responsabilidades.

Não vamos admitir que o nosso direito constitucional de ter os salários reajustados uma vez por ano seja alvo de jogo de marketing entre os governos estadual e municipal, como tem sido anunciado na mídia local.

Somos apartidários. Contamos apenas com o apoio das forças de segurança pública e do povo da nossa terra! Que Deus possa iluminar o espírito público do nosso governador Renan Filho e sua equipe para que ele nos honre com o reconhecimento que merecemos!
Somos Soldados leais!
Att.: Ten Cel J. Cláudio – Presidente da ASSOMAL!

Divulgue em sua rede social
WhatsApp Image 2017-05-06 at 17.20.21

Presidente da Assomal concede entrevista a Rádio Gazeta defendendo a lavratura do TCO por Policial Militar

Em entrevista para a Rádio Gazeta, nesta manhã (6), no Programa do Povo o Presidente da ASSOMAL Ten Cel J. Cláudio defendeu a lavratura do TCO – Termo Circunstanciado de Ocorrência, por policial militar como sendo uma garantia de direito do cidadão, maior tempo de patrulhamento da PM na área de atuação e economia para o Estado.

O presidente mostrou-se preocupado com a demora do Governo do Estado em se pronunciar, oficialmente, sobre o IPCA, já que o mês de maio é a data base para as referidas correções e, segundo o Oficial, em razão de estar havendo uma inquietação da tropa, teme pela deflagração de uma operação padrão, nos termos do que ocorreu em outros Estados da Federação, onde o povo foi penalizado.

Reforçou o representante, que a preocupação dele é também das demais categorias como as de Subten e Sgt, Cb e Sd, Praças, Bombeiros Militar e Reserva.
Salientou também que tem observado a considerável melhora nas finanças do Estado e não há desculpas para que o Governo negue o reajuste às categorias já que isso é um direito constitucional garantido ao funcionário público (Inciso X, Art. 37,CF).

“Há uma tratativa com as categorias para que o Governo anuncie o reajuste até o dia 10 do mês corrente, próxima quarta-feira, caso contrário é pagar para vê. Ao mesmo tempo em que acredito no compromisso e consideração do governo Renan Filho para com as categorias Militares”, acrescentou o presidente.

Ao final da entrevista o Ten Cel J. Cláudio convocou Assembleia Geral dos Oficiais Militares de Alagoas para o dia 19/05, às 15 horas, na sede da entidade. Onde fará a prestação de contas dos 100 dias de gestão, expondo o relatório de auditoria realizada nas contas da última gestão e as ações a serem realizadas pelas categorias militares na busca da defesa de seus direitos, sobretudo, a reposição salarial e realinhamento vertical dos subsídios dos militares.

Att.: Ten Cel J. Cláudio – Presidente da ASSOMAL.

Divulgue em sua rede social